sábado, 28 de abril de 2007

Mais-que-professor

Depois daquele dia eu passei a ir de saia a todas as aulas.
Naquele dia eu fui com uma saia mais curta, do mesmo tecido. Por baixo, o conjutinho preto.
Já tinha passado mais de uma semana do último encontro, eu estava tão excitada que só fiz bobagem. Eleficou muito chateado comigo. Disse que eu não estava correspondendo às suas expectativas. Eu fiquei triste, mas não perdi o tesão. Não conseguia deixar de olhar aquele corpinho talhado com horas de exercícios, aquele cabelo cacheado tão macio, aquele olhar de menino...
Ele me deu um mega-castigo: me deixou na porta de casa e sequer me deu um beijinho...
Fiquei extremamente decepcionada.
Mas a minha cabeça não parava de pensar nele, meu corpo não parava de desejá-lo, de sentir forte a ausência daquele toque.
Passou dois dias e eu telefonei para ele. Ele disse que estava pensando em mim, pois estava indo levar uma aluna justamente no condomínio onde moro. Ele disse que estava louco pra vir na minha casa. Prontamente o convidei.
O maior problema é que eu estava fazendo faxina em casa. Estava tudo revirado. Larguei tudo pra lá e fui tomar um banho. O interfone tocou eu tinha acabado de sair do chuveiro. Atendi e voltei para o banheiro para massagear o corpo com óleo de rosas.
Ele entrou sem bater,mas ao ouvir o som do sininho que tem na porta, me enrolei numa toalha e saí do banheiro, cabelos molhados, sorriso na boca.
Encostei-o na parede e dei-lhe um voraz beijo na boca. Depois o convidei para entrar, levei-o para o meu quarto, o deitei em minha cama, então comecei a despi-lo.
Eu sentia como se ele fosse um presente, que eu estava a desembrulhar.
Quando ele já estava nu, subi sobre ele e desenrolei a toalha, deixando meu corpo inteiro tocar no dele. Nos beijamos mais, eu encostava minha pele perfumada na dele, até que otesão ficou demais e iniciamos a penetração.
Que homem maravilhoso...ao mesmo tempo que penetra com firmeza, acaricia o meu corpo com total delicadeza.
Gozei rapidamente, duas vezes. Ele gozou por último, um orgasmo intenso e prolongado.
Naquele momento tivemos que nos recompor rapidamente pois alguém tocava o interfone.
Ele se vestiu e saiu, e só depois que eu atendi o interfone. Mas antes, ainda dei-lhe uma encoxada suave e um beijo apaixonado, no corredor, perto da saída.

Nenhum comentário: