terça-feira, 12 de novembro de 2013

O Comedor de Esperma

Faz algum tempo, eu estava deitada ao lado de um parceiro, depois de uma tentativa frustrada de sexo. Ele parecia que estava dormindo, e eu resolvi tentar dormir também. Só que eu demorei.
Estava quietinha, com os olhos fechados esperando o sono chegar quando senti o corpo dele começar a vibrar. Mexi um pouco o corpo, e a vibração parou, recomeçando alguns segundos depois.
Resolvi ficar bem quieta, com os olhos entreabertos, visualizando só o que passava por entre as pálpebras.
A vibração continuava, deliciosa. Eu estava ficando com tesão. Notei que a mão dele estava em cima do pau, mexendo ritmado. Ele estava ali tocando uma punheta bem do meu lado. Ele não quis foder comigo, mas preferiu foder sozinho. Ok. Continuei observando. A vibração aumentava até o ponto que parou num suspiro profundo. Ele gozou. Fiquei curiosa para saber como é que ele iria se livrar da porra toda e pra minha surpresa ele tirou a mão debaixo do lençol e começou a lamber.
Foi ótimo ver a cara de surpresa dele quando percebeu que eu estava olhando ele lambendo a própria porra. Ele ficou com vergonha.
Disse-lhe boa noite e voltei a tentar dormir, mas aquela imagem nunca mais me saiu da cabeça.